Quais são os benefícios de jogar xadrez?

Quais são os benefícios de jogar xadrez?
Reprodução: Pixabay

O xadrez é um dos jogos mais tradicionais do mundo. Criado há séculos na Índia, ganha aquele que der o xeque-mate primeiro em seu adversário.  É um jogo de lógica e que exige algumas estratégias para vencer.

Mas o jogo que chegou no Brasil junto com as caravelas, também traz alguns benefícios conhecidos, e dentre eles estes são apenas alguns:

Saber ganhar, mas também saber perder

Ninguém gosta de perder na vida, no trabalho, nos jogos. Mas quem encara uma situação de frente sabe muito bem que o “não” pode vir. O xadrez só tem dois jogadores e é obvio que somente um pode ganhar. Ganhar é bom demais, traz uma euforia natural e uma elevação de sua autoestima.

Porém, perder também é uma possibilidade real e que deve ser levada em consideração. É importante para um jogador aprender a lidar com suas emoções e saber que, mesmo após a derrota há sempre uma nova partida a ser enfrentada.

Essa é a primeira grande lição que o xadrez pode nos dar: ganhou? Ótimo. Perdeu? Continue os treinamentos e siga tentando sempre mais uma vez. A vitória um dia chega, mas para isso é preciso resiliência, trabalhar com suas dificuldades e lidar com o sentimento de perda. Tudo o que passamos na vida real.

Aumentar a concentração, manter o foco

Quando entramos em alguma transmissão de xadrez ou vemos ao vivo, presenciamos o quanto os jogadores estão concentrados. Eles fazem isso porque precisam estudar as posições das peças do adversário e calcular as probabilidades de suas jogadas antes de efetuar a ação.

Afinal, disto poderá sair a perda de peões e peças importantes do xadrez, e cada uma tem um valor específico. Lembrando que o valor das peças está ligado à força delas e que manter um planejamento de movimentos é essencial.

Com tanta tensão, qualquer um sabe o quanto é difícil manter a concentração após uma certa quantidade de lances. No entanto, caso perca o foco e cometa um só erro, pode perder a partida. Com o tempo, os jogadores de xadrez aprendem que manter a concentração e o foco é um dos princípios fundamentais do jogo.

Em outras atividades também precisamos nos manter atentos, e a concentração pode fazer com que pequenos erros sejam evitados.

Tomar decisões de maneira rápida

Essa atitude é precisa em várias áreas, mas imprescindível em momentos em que qualquer erro pode gerar problemas ou perda de oportunidades. E o xadrez e o poker ajudam nessa questão. Agora, o que o poker teria a ver com isto? Bem, quem conhece o xadrez e o poker, ambos jogos da mente, já sabe que eles possuem algumas semelhanças. E entre elas está a necessidade de uma tomada rápida de decisão.

Isto pode soar um tanto quanto complicado quando pensamos em um relógio para delimitar o tempo no xadrez – e um cronômetro no caso de torneios online de poker – mas acredite: com a experiência o jogador desenvolve melhor a sua percepção do adversário e passa, se não a prever, pelo menos, a ler melhor seus movimentos e probabilidades de jogadas.

Dominando esta característica dos jogos, fica mais fácil desenvolver a habilidade de dar uma resposta assertiva sobre determinada questão ou resolver uma pendência que exija urgência.

Entender que ações resultam em consequências

Imagem: Pixabay

Comentamos logo acima sobre saber perder, sobre o que a concentração pode fazer pelo jogador e como a tomada de decisões rápidas pode ser necessária. Sabendo de tudo isso, os enxadristas reconhecem que suas ações podem resultar em consequências não desejadas.

Faz parte da questão tentar fazer o melhor sempre, calculando seus lances e se preciso controlar seus impulsos, que, diferente de uma tomada de decisão rápida e pensada, podem prejudicar seu jogo. Na vida real poderíamos comparar isto com atos inconsequentes e que por vezes trazem perdas pessoais ou profissionais.

Perder prazos por esquecimento, deixar alguém esperando uma reposta e outras situações são um bom exemplo. O xadrez ensina que se deve sempre saber que suas ações resultam em consequências, porém, nem sempre essas podem ser positivas. E é preciso lidar com isso.

Regras existem e precisam ser obedecidas

Uma das regras mais conhecidas e básicas do xadrez é o fato de que o movimento deve ser feito somente com uma das mãos. Outra é que o número de peças é sempre o mesmo para cada jogador: 16 peças para cada, e que se movimento de forma distinta. E caso faça um movimento considerado ilegal, o jogador deve se retratar antes de iniciar um novo movimento.

Ou seja, no xadrez, assim como em outros jogos, há muitas regras, e o não cumprimento dela acarretam penalidades que podem render a perda. Elas são necessárias para a organização do jogo, e sua aceitação é necessária.

Vivemos em sociedade, e para que a convivência não vire uma guerra, surgem regras de vivência. Estas são determinadas culturalmente e podem variar de região para região. Porém, todas tem algo em comum: são feitas para organizar a convivência, devendo ser seguidas por todos.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.